Korg SP-280

Tipo: piano digital
Fabricante: Korg
Modelo: SP-280
Ano de fabricação: 2012
Ano de entrada no set: 2021 - Saída: 2022
Avaliação:
10/10 ★★★★★★★★★★



A Korg sempre foi muito famosa pelas suas workstations, em especial os modelos clássicos, tipo 01/W, M1, Trinity etc., e, mais recentemente, os modelos OASYS e Kronos. Mas não é todo mundo que sabe da reputação da marca com pianos digitais - muito porque, nesses instrumentos mais antigos, havia um som de piano, mas não era nada muito próximo de um piano real. Esse mesmo som de piano bastante pesado e estalado, conhecido no meio das teclas como "piano do M1", está muito presente em gravações de reggae e pop reggae dos anos 90 do século XX - se você for ouvir os álbuns clássicos do Cidade Negra e do UB40, por exemplo, vai perceber a forte presença desse som que estou falando. Mas, no entanto, os pianos digitais da Korg são maravilhosos - e eu mesmo pude comprovar o fato com esse modelo, SP-280.
Comprei esse piano por uma contingência inesperada - meu piano digital anterior, Kurzweil KA-120, apresentou diversos problemas e precisei encaminhá-lo à assistência técnica para reparos. Não há previsão de volta - o que me deixaria sem piano sabe-se lá por quanto tempo. Haja visto que estudo piano, não posso ficar sem o instrumento em casa, então, foi necessário adquirir um novo. Analisei diversos modelos, de diversas marcas, e cheguei ao Korg SP-280 por motivos de curiosidade - afinal, nunca possuí nenhum piano Korg antes. Fiz a encomenda e, quando o pedido chegou, tive uma gratíssima surpresa: um piano super bem construído, robusto, e com sua própria estante já como item de série.
O timbre dele é simplesmente espetacular... De longe o melhor som de piano acústico que já ouvi num instrumento digital - e olha que já tive vários... As teclas são perfeitas - peso e mecânica precisos, o que me ajuda muito a aprimorar a performance durante meus treinos de piano. Os EPs também são fantásticos. Cordas e vozes então...
Que outra nota eu poderia dar a esse instrumento se não a máxima?

OBS.: infelizmente o instrumento sofreu alguns danos irreparáveis e acabou saindo do meu set em 2022. Foi substituído pelo novo Yamaha P-125.